Dica da Semana: Back to Black

Nesse último dia 14, Amy Winehouse faria 30 anos se não fosse pela sua morte por intoxicação alcoólica há 2 anos. Para relembrarmos a carreira da cantora, lançamos esse Dica da Semana com o álbum mais famoso da cantora: Back to Black.

Nascida em Londres no ano de 1983, Amy foi uma das cantoras de maior sucesso do novo milênio. Sua família tem um longo histórico com música, influenciando-a a começar sua carreira musical cedo. Aos 20 anos, Amy lança o seu debut Frank, um sucesso comercial com boas críticas e várias nominações de grandes premiações. Em 2006, ela lança seu segundo e último álbum Back to Black, que a consagra como uma artista internacional, ganhando 5 Grammy numa noite e vendendo milhões de cópias por todo o mundo.

Infelizmente, Amy teve péssimas influências ao longo de sua vida, como o seu ex-marido Blake Fielder-Civil, levando à uma dependência fatal em drogas e álcool. Por esse motivo, a cantora se meteu em diversos problemas judiciais, aparições públicas vergonhosas e péssimas apresentações por embriaguez, ou seja, tudo o que os tabloides queriam para colocar em suas capas. Para continuar sua carreira, Amy foi aconselhada a ir para a reabilitação, como mostra o vídeo de Rehab, onde ela mesma brinca com o seu vício:

Mesmo com todos esses problemas, a britânica teve boas intenções ao longo de sua vida, fazendo várias doações para a caridade, principalmente a de crianças. Isso levou a sua família a fazer uma fundação após sua morte, que cuida de jovens com problemas de vícios como os da cantora, o Amy Winehouse Foundation. Sua carreira possibilitou o sucesso de várias cantoras britânicas com o mesmo estilo de música como Adele e Duffy, além de dar uma renovação na cena mainstream da música. O seu visual tirado de grupos femininos dos anos 60, como as Ronettes, renovou a cena da moda atual, inspirando novos estilos de roupa, maquiagem e penteados.

Site Oficial (em inglês)

Biografia da cantora (em inglês)

Fan site do álbum

Fan club

Sua música é totalmente inspirada por ritmos como o R&B, o Soul, o Jazz e Blues, como podemos ver no outro single de sucesso homônimo ao álbum, Back to Black:

Outros singles do álbum: Love is a Losing GameTears Dry on Their Own, Just FriendsYou Know I’m No Good (Arctic Monkeys fizeram uma cover muito boa dessa música).

Provavelmente um dos fatores que levou Amy ao seu sucesso foram as suas letras autobiográficas sobre sua vida e relacionamentos, onde ela relata todos os seus problemas com vícios sem medo de usar xingamentos e palavras pesadas. Muitos questionam a sua carreira, mas uma coisa é certa: sua grande voz e seu estilo de vida extravagante cheio de problemas ficaram marcados para sempre na história da música e só resta a nós apreciarmos as suas excelentes composições.

Confira “Love is a Losing Game” em São Paulo, na única turnê da Amy Winehouse no Brasil, pouco tempo antes de sua morte:

 

O Vinew também está no Facebook, no Twitter, no YouTube e no Snapchat: vinewblog

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s